Extinção do ministério do Trabalho ‘não é oportuno, nem eficiente’, diz juiz do trabalho

Geral

Presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho, Guilherme Feliciano, considera extinguir a pasta um retrocesso ‘que sacrifica 88 anos de tradição’. Transferir responsabilidades para outros ministérios sob alegação de combate à corrupção pode comprometer a eficiência dos trabalhos. Para ele, ministério do Trabalho deveria ser preservado e melhorado.

Fonte: CBN

Deixe uma resposta