Servidores de Hortolândia seguem em greve e audiência no TJ é agendada para quinta

destaque, Sindicatos

Os servidores públicos de Hortolândia entram hoje no nono dia de paralisação. Eles reivindicam plano odontológico com custo zero, melhoria da cesta básica e reajuste salarial de 7% (IPCA mais 5% de aumento real). Na próxima quinta, dia 9, às 15 horas, está agendada audiência no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) visando a negociação de um acordo.
Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores de Hortolândia, Milton Vianna Pinto, a administração municipal segue ignorando o movimento e não recebe a entidade, bem como a comissão de greve.

A greve que começou no dia 30 de julho, atinge quase a totalidade dos serviços públicos, mas para atender as necessidades da população, de acordo com Milton Vianna, a vacinação nas unidades será retomada e os atendimentos de urgência e emergência permanecem. Todos os demais servidores seguem parados.

 

Fesspmesp presente
O presidente em exercício da Fesspmesp, José Flamínio Leme, além dos diretores Denilson Ribeiro (Comunicação) e Claudio Aparecido dos Santos, o Ted (Financeiro), além de pessoal de apoio estão trabalhando junto com o Sindicato e os servidores pela vitória do movimento. “Esperamos que haja um acordo na audiência que haverá no Tribunal de Justiça, pois os servidores têm uma reivindicação justa, sem qualquer exagero e sabemos, por estudos, que o prefeito pode conceder e fazer um acordo com a entidade”, destacou Leme.

O presidente licenciado da Fesspmesp, Aires Ribeiro, alertou que a via do diálogo é a melhor estratégia para o executivo. “A via do entendimento e a capacidade de avaliar as reivindicações dos trabalhadores para então buscar um ponto de equilíbrio entre as partes é a grande sabedoria que cabe aos líderes. É o que pedimos e esperamos do prefeito; que se sensibilize com as necessidades dos servidores e negocie com a diretoria sindical”.

 

Deixe uma resposta